Notícias

Crise no setor pode gerar desabastecimento histórico do “gás de cozinha” no Brasil

30 de junho de 2017


Os problemas com terminais de abastecimento do GLP da Petrobras não é uma novidade no setor, porém o fechamento do terminal de Utinga em São Paulo, já há um mês, vem provocando desabastecimentos nas revendas em vários Estados, em especial na Região Centro-Oeste e Sul, mas afetando também as Regiões Sudeste e parte da Nordeste.

Devido ao fechamento da base de Utinga, as Companhias Distribuidoras vem realizando manobras, utilizando a transferência do gás entre suas bases de forma alternada, um processo quase que de racionamento do gás, para que o consumidor não sinta a sua falta. Esta, é uma operação cara, que tem elevado os custos com aumento do frete numa média de R$ 2,00 no preço final para revenda.

Sob a alegação de atuar dentro dos princípios de uma empresa privada, a Petrobras de forma irresponsável toma medidas sem avaliar o impacto no setor ou simplesmente se omite. A Petrobras, empresa estatal, é a única fabricante e/ou importadora do GLP no mercado nacional.
Ainda que fosse possível uma importação imediata pelas Companhias Distribuidoras, entraves como a entrada do GLP através dos portos e logística de distribuição do produto, também estão sob seu controle há décadas.

A greve dos petroleiros anunciada hoje, por tempo indeterminado, só agrava o risco do desabastecimento.

[…] Segundo a entidade, a paralisação segue nas refinarias Refap (RS), Repar (PR), Usina de Xisto (Six/PR), Replan (Paulínia/SP), Recap (SP), Reduc (Duque de Caxias/RJ), Regap (MG), Rlam (BA), Abreu e Lima (PE) e Reman (AM).[…]
http://g1.globo.com/economia/noticia/funcionarios-da-petrobras-entram-em-greve-por-tempo-indeterminado-diz-sindicato.ghtml

Não bastando este cenário critico, temos:

Petrobras poderá reajustar preços de gasolina e diesel até diariamente
A área técnica da companhia “terá delegação para realizar ajustes nos preços a qualquer momento, inclusive diariamente”, desde que o percentual não ultrapasse 7%
http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/negocios/online/petrobras-podera-reajustar-precos-de-gasolina-e-diesel-ate-diariamente-1.1780157

Governo admite aumento de imposto para reforçar arrecadação
Com a situação fiscal “gravíssima” do país, aumento de impostos como a Cide, na gasolina, não está descartada, diz ministro do Planejamento
http://www.correiobraziliense.com.br/app/noticia/economia/2017/06/28/internas_economia,605463/governo-admite-aumento-de-imposto-para-reforcar-a-arrecadacao.shtml

A ASMIRG-BR alerta nossas autoridades quanto ao risco de um desabastecimento inédito do gás de cozinha, e para uma possível elevação de seus custos que o torne em um artigo de luxo, incompatível a realidade da população, basta ter como critério o seu preço de custo atual na casa dos R$ 14,00 e chegando a lares do Brasil a mais de R$ 115,00.

Colocamo-nos a disposição para maiores esclarecimentos.

Cordialmente,

Alexandre Borjaili
Presidente

Compartilhamento
Share Button

Outras notícias

ATENÇÃO GREVE GERAL DIA 28/04/2017 Caros amigos, O setor revenda de GLP é tratado por Lei como de Utilidade Pública, um dos deveres que temos como empresários do setor é a garantia d...
Explosão de botijão de gás em prédio deixa morador... Homem de 34 anos foi internado com queimaduras no hospital Santa Casa. As paredes do imóvel ficaram destruídas e o prédio precisou ser interditado. ...
Proposta define critérios para reajuste de derivad... O deputado Beto Rosado (PP-RN) apresentou projeto de lei (PL 4995/16) que define critérios para o reajuste periódico de derivados de petróleo fornecid...

Rua Manoel Passos, 430 - Santa Cruz
CEP 31150-470 - Belo Horizonte | MG

 

Copyright © 2016 - SIRTGAS.

Todos os direitos reservados.