Notícias

Cade condena empresa por formação de cartel no mercado de GLP do Pará

9 de dezembro de 2016


Multa aplicada é de aproximadamente R$ 38,7 milhões
por Assessoria de Comunicação Social Publicado: 07/12/2016 20h53

O Tribunal do Conselho Administrativo de Defesa Econômica – Cade condenou, nesta quarta-feira (07/12), a empresa Paragás Distribuidora Ltda. por formação de cartel no mercado de distribuição de Gás Liquefeito de Petróleo – GLP no estado do Pará (PA 08012.002568/2005-51). A distribuidora foi condenada ao pagamento de multa no valor de aproximadamente R$ 38,7 milhões.

Em voto proferido na sessão de julgamento do dia 18 de outubro, a conselheira relatora do caso, Cristiane Alkmin J. Schmidt, afirmou que os elementos probatórios dos autos demonstraram que a Paragás incorreu na prática de cartel, fixando preços com as demais concorrentes. Além disso, a empresa cometeu restrições verticais para reforçar e manter a colusão, como a imposição de preços de revenda; a recusa injustificada em fornecer o gás GLP a determinados revendedores de outras distribuidoras; a celebração de acordos de exclusividade com revendedores; e também a distribuição do produto a revendedores clandestinos.

Desse modo, a conselheira votou pela condenação da Paragás pelas práticas anticompetitivas. O julgamento do caso, no entanto, foi suspenso em virtude de pedido de vistas do conselheiro Márcio de Oliveira Júnior.

Na sessão desta quarta-feira, Oliveira Júnior apresentou seu voto-vista no qual aderiu no mérito ao voto da conselheira relatora, mas divergindo com relação à dosimetria da penalidade aplicada à empresa. Em voto vogal, o conselheiro Alexandre Cordeiro aderiu integralmente ao voto vista do conselheiro. O mesmo entendimento foi seguido pelo conselheiro Paulo Burnier.

Já o conselheiro João Paulo de Resende apresentou voto vogal no qual discorreu sobre metodologia distinta para o cálculo da multa imposta à empresa. O conselheiro, no entanto, acompanhou o valor proposto no voto da relatora.

Assim, o Tribunal, por maioria, condenou a distribuidora ao pagamento de multa no valor de aproximadamente R$ 38,7 milhões.

Termos de Compromisso de Cessação

Em agosto de 2013, a Liquigás Distribuidora S/A celebrou com o Cade Termo de Compromisso de Cessação – TCC no âmbito do processo que apurou formação de cartel no mercado de GLP do Pará. Além de se abster de praticar condutas colusivas, a empresa se comprometeu a manter um programa de compliance e a recolher contribuição pecuniária no valor de cerca de R$ 17.9 milhões.

Já em agosto de 2014, a Supergasbrás Energia Ltda., também investigada no mesmo processo, firmou acordo com o Cade. Pelo TCC, a empresa admitiu participação na prática investigada e se comprometeu a cessar qualquer tipo de conduta colusiva e a manter seu programa de compliance concorrencial. A empresa também teve de recolher cerca de R$ 10 milhões a título de contribuição pecuniária.

Em outubro deste ano, o Tribunal do Cade rejeitou proposta de celebração de TCC apresentada pela Paragás Distribuidora Ltda.. O Conselho considerou que a proposta de acordo oferecida pela requerente não era conveniente nem oportuna para o interesse público e para a Administração.

http://www.cade.gov.br/noticias/cade-condena-empresa-por-formacao-de-cartel-no-mercado-de-glp-do-para#wrapper

Compartilhamento
Share Button

Outras notícias

Petrobras vende Liquigás por R$ 3,7 bilhões, diz j... A Liquigás é uma distribuidora de gás liquefeito de petróleo. Além do gás para uso doméstico, ela fornece produtos e serviços para diversos setores. ...
Consumidor final sentirá queda no preço do gás de ... Buscando dar aos consumidores os devidos esclarecimentos sobre a nova política de preços praticados pela Petrobras, pelo seu comunicado recente de red...
Vazamento de gás no Hospital de Santa Maria, no DF... Vazamento de gás no Hospital de Santa Maria, no DF, assusta pacientes Segundo bombeiros, problema foi com botijão de gás de cozinha. Hospital ...

Rua Manoel Passos, 430 - Santa Cruz
CEP 31150-470 - Belo Horizonte | MG

 

Copyright © 2016 - SIRTGAS.

Todos os direitos reservados.