Notícias

A ASMIRG-BR alerta:redução do preço do gás na Petrobras pode não chegar ao consumidor.

10 de abril de 2017


A Associação Brasileira dos Revendedores de GLP- ASMIRG-BR, entidade nacional do setor revenda de GLP, vem a V. Exas apresentar os impactos dessa nova política de preço praticado pela Petrobras para as devidas análises e medidas na defesa do consumidor brasileiro.

Primeiro: Apesar de ser tratado como gás para fins residencial e industrial, o produto, gás de cozinha, é o mesmo, não existe um tanque específico tanto na Petrobras ou nas Companhias Distribuidoras que façam distinção do seu uso. A diferença no preço de um mesmo produto como é feito hoje só gera desconforto, cria-se um ambiente propício a vícios no preço final praticado no mercado.

Segundo: A redução proposta de 4% (quatro por cento) no preço do gás para fins industrial, caso chegue ao setor revenda deve ser de centavos. Em 10/04/2017 já fomos informados por nossas revendas, que algumas Companhias não iriam repassar esse desconto em função de terem reajustado a menor o último aumento praticado nos botijões de 13 Kg.

A ASMIRG-BR vem apoiando ações de equiparação do preço do GLP na Petrobras em programas do Governo Federal, mas dentro de um ambiente seguro, com medidas que não venha a comprometer o abastecimento ou venha a colocar o gás de cozinha como um produto de luxo, afetando em especial a classe de baixa renda.

A Petrobras em suas ações vem sinalizando para uma manobra, não tratamos apenas de descontos ou pequenos aumentos, por conta própria a Petrobras, sinaliza na busca da equiparação de preços custe o que custar, de forma irresponsável com o povo brasileiro, com o mercado, atropelando o Estado Brasileiro, sem avaliar os impactos, sem antes uma programação de ajustes que devem preceder para a garantia do abastecimento do gás de cozinha de forma segura e competitiva.

Num cenário onde o ilegal atua livremente, onde o próprio órgão regulador, atua disperso, implantando medidas sem transparência, que compromete o abastecimento do setor, a atuação da Petrobrás na forma que vem sendo proposta, coloca em risco nossos empresários, compromete o abastecimento seguro, restringe ainda mais o livre comercio e tende a colocar o preço do tradicional botijão de gás de cozinha, em patamares inviáveis a toda população em especial, de baixa renda.

Colocamo-nos a disposição para maiores esclarecimentos.

Cordialmente,

Alexandre Borjaili
Presidente
Associação Brasileira dos Revendedores de GLP – ASMIRG-BR
www.asmirg.com.br

Compartilhamento
Share Button

Outras notícias

Novo aumento do gás de cozinha entra em vigor em 1... O Secretário-Executivo do Conselho Nacional de Política Fazendária – CONFAZ, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo inciso IX, do art....
Gás de Cozinha sofre mais um aumento a partir de 0... A Associação Brasileira dos Revendedores de GLP, ASMIRG-BR, lamenta informar novo aumento para o tradicional botijão de gás de cozinha, que terá uma e...
Petrobras anuncia 2 aumento gas industrial neste m... Petrobras acaba de anunciar aumento de 3,6% no GLP Industrial. É o segundo aumento no seguimento somente neste mês. Vigência 00:00h do dia 16/05. &...

Rua Manoel Passos, 430 - Santa Cruz
CEP 31150-470 - Belo Horizonte | MG

 

Copyright © 2016 - SIRTGAS.

Todos os direitos reservados.